ACESSIBILIDADE



O poder inclusivo da tecnologia

A acessibilidade à informação é algo que consideramos muito importante.
É cada vez mais fácil tirar partido das possibilidades oferecidas pela tecnologia para reduzir as barreiras de acesso à informação e esta é uma preocupação transversal nos projetos da REALIZASOM.
Com alguma sensibilidade e planeamento é possível partilhar as estórias dos locais com visitantes com necessidades específicas, nomeadamente pessoas cegas ou com baixa visão e surdas ou com dificuldades de audição.

 

O poder inclusivo da tecnologia


Público cego -
 a audiodescrição é um recurso que permite a uma pessoa cega ou com visão reduzida receber informação sobre um dado evento ou objeto. É construído um guião de texto cuidadosamente elaborado que utiliza palavras selecionadas, sinónimos e comparações que descrevemn e traduzem o que de outra forma seria observado.

Há quem defenda que este tipo de adaptação beneficia não só o público cego mas também o público normovisual, pois reforça elementos importantes que no geral enriquecem a experiência e o entendimento sobre o que se está a observar.

Público surdo - Para responder às necessidades do público surdo, a gravação da informação em língua gestual representa uma excelente forma de acesso aos conteúdos, o que implica, no entanto, um investimento adicional a este nível. Uma versão mais simplificada mas também eficaz, pode ser suportada num guia multimédia, que é uma excelente solução para apresentar em texto o conteúdo a partilhar, que pode assim ser lido pelos visitantes.

Projetos acessíveis 
>> Museu do Azulejo
>> Museu da Comunidade Concelhia da Batalha
>> Museu do Vinho de S. João da Pesqueira

 



TOP
Voltar ao topo